Sistema Digestório

A Digestão dos Alimentos

A digestão e a absorção dos alimentos não ocorrem em uma única etapa. São processos contínuos com várias reações químicas e mecânicas ocorrendo simultaneamente – portanto, qualquer falha em alguma das fases dificulta as demais.

Digestive_system_diagram_pt.svg

O sistema digestivo se estende da boca ao ânus.

Da boca ao esôfago

Na cavidade bucal a saliva atua como um lubrificante, umedecendo os alimentos. Essa saliva é capaz de quebrar o carboidrato através de sua enzima amilase salivar (ptialina).

Os dentes são muito bem projetados para a mastigação, ao triturar os alimentos enviando-os em pedaços menores para a digestão química que ocorrerá no estomago e intestinos.

Quando o alimento está pronto para ser deglutido, é voluntariamente comprimido e empurrado para trás até a faringe, em um ato reflexo. Isso ocorre em menos de dois segundos, interrompendo assim a respiração por apenas uma fração do ciclo respiratório habitual.

Mesmo quando a pessoa está falando, a deglutição interrompe a respiração por um tempo tão curto que dificilmente é percebido.

O esôfago transporta alimentos e bebidas da cavidade oral e da faringe para o estômago. Seus movimentos são organizados especificamente para essa função.

Estômago

Uma vez no estômago, os alimentos são diluídos com mais fluídos, ácido clorídrico e misturados com enzimas que digerem proteínas.

Quando os alimentos estão na consistência e concentração apropriadas, o estômago permite a passagem de seu conteúdo para o intestino delgado.

Do intestino ao ânus

No intestino se dá a maior parte da digestão, já que cerca de 90% dos alimentos ingeridos são absorvidos durante a passagem por seus oito metros. Nos primeiros cem centímetros acontece a digestão e a absorção da maioria do que ingerimos. Ao longo do comprimento restante os macronutrientes, minerais, vitaminas, oligoelementos e a maioria da água remanescente são absorvidos antes de atingir o cólon (também conhecido como intestino grosso), tornando este conteúdo então gradualmente mais sólido ao atingi-lo.

Existem duas vias gerais para o transporte das substâncias absorvidas pelo intestino: as veias do sistema porta, que vão diretamente ao fígado; e os linfáticos da área intestinal que atingem o sangue por intermédio do sistema linfático e do ducto torácico.

O cólon reabsorve os eletrólitos e alguns produtos finais da digestão, também fornece armazenamento temporário para produtos de excreção, que servem como um meio para a síntese bacteriana de algumas vitaminas. E por fim, o reto e ânus controlam a defecação .

Nutrientes importantes para o sistema digestório

A saúde do sistema digestório é fundamental para a absorção dos nutrientes necessários para o funcionamento ideal de todo o organismo. Sintomas como azia, refluxo, estufamento, gases e fezes inadequadas (ver abaixo a escala de Bristol) indicam que há problemas na digestão dos alimentos e na absorção dos nutrientes, matéria prima para o funcionamento de qualquer célula do organismo.

Como melhorar a digestão para benefício do organismo?

1-   Faça várias pequenas refeições ao longo do dia. Comece com um bom café da manhã, faça um lanche no meio da manhã e da tarde e não se esqueça do almoço e do janta r(ver cardápio saudável incluindo sugestões do uso de grãos nessas refeições);

2-   Mastigue bem os alimentos. A função dos dentes de mastigação não tem como ser suprida pelo estômago;

3-   Beba pouco líquido durante as refeições para evitar diluição dos sucos digestivos;

4-   Coma fibras presentes nas hortaliças, nas frutas e nos grãos integrais porque elas ajudam na formação do bolo fecal, auxiliam os movimentos de propulsão do tubo digestivo, na saciedade, no controle da absorção da glicose, na remoção do excesso das gorduras ingeridas;

5-   Consuma muitos alimentos que auxiliam no funcionamento do fígado tais como as fibras que favorecem o funcionamento do trato digestório e ajudam na remoção de toxinas pelas fezes, as quais se absorvidas dariam trabalho ao fígado para livrar-se delas; além daqueles que ajudam na eliminação das toxinas já metabolizadas pelo fígado pela bile como a alcachofra, o dente de leão, aspargos, beterraba.

NÃO BASTA COMER BONS ALIMENTOS. É PRECISO QUE HAJA:

  • DIGESTÃO adequada dos alimentos
  • ABSORÇÃO adequada dos nutrientes
  • ELIMINAÇÃO adequada dos resíduos e toxinas geradas.

Para que isso aconteça, o trato digestório tem que estar saudável.

fezes

O formato das fezes associado à frequência das evacuações nos dão pistas da saúde do sistema digestório. As fezes ideais são do tipo 4.

Os nutrientes absorvidos pelo sistema digestório devem chegar a todas as células do organismo. O sistema circulatório faz o transporte dos nutrientes até as células.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s