O QUE É ESTRESSE OXIDATIVO?

Indica o dano ocorrido pela exposição ao oxigênio. Da mesma forma que um metal exposto ao ar e à umidade se oxida e enferruja, isso ocorre dentro de nós. Essa condição chama-se oxidação ou estresse oxidativo.

Oxidação é uma reação química básica encontrada na natureza causada pelos radicais livres, também chamados espécies reativas de oxigênio, que são formados naturalmente em nosso organismo, mas quando em excesso são responsáveis por uma série de distúrbios que vão de ganho de peso, envelhecimento precoce a doenças crônicas e cânceres.

Estresse oxidativo não é provocado pelo oxigênio que respiramos — que tem duas moléculas unidas de oxigênio (02) — mas por uma forma solitária dele, onde falta o seu par. Ao procurar esse par, rouba-o das estruturas do nosso organismo, destruindo-as.

Pode lesar o DNA, as membranas celulares, alterar o colesterol, tornar a parede das artérias rígidas, atacar a nossa pele formando rugas. Tecidos e células oxidados não funcionam bem, o que desregula o metabolismo, tendo as doenças como consequência.

Mas de onde vêm esses radicais livres?

Vem do nosso metabolismo celular. Quando as células queimam os nutrientes (provenientes da alimentação e da respiração) na nossa central de energia chamada mitocôndria. Há formação de ATPs (moléculas de energia), mas dessa combustão também são liberadas espécies reativas de oxigênio ou radicais livres.

alimentação rica em vegetais possuem muitos antioxidantes que se ligam aos radicais livres e os neutralizam. O grande problema é a falta desses protetores na nossa dieta. Temos um grupo de enzimas (proteínas especializadas na catálise das reações biológicas ora acelerando ora regulando-as. Sem elas o metabolismo celular não funciona) trabalhando nesse sistema de proteção – superóxido dismutase, catalase e glutationa peroxidase que dependem de nutrientes essenciais tais como zinco, cobre, manganês, vitamina C e selênio para trabalharem bem.

Dieta com muitas calorias e pobre em nutrientes é um péssimo combustível. O excesso de calorias é armazenado como gordura e os poucos nutrientes não conseguem fazer o metabolismo funcionar adequadamente — ou seja, fabricar energia para as células realizarem as suas funções e para eliminar o “lixo” gerado.

Os radicais livres são importantes no combate a invasores tais como bactérias, vírus, o problema é a geração excessiva deles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s